Site especializado em análise de câmeras digitais
Pesquisa 

Bracketing
B. C. Deiró              
Em inglês o termo “bracketing” refere-se a “conjunto”, exatamente o que faz esse comando nas câmeras fotográficas: fotos em série. Antes privilégio de digitais avançadas, ele invade atualmente as compactas voltadas ao público amador. Se sua câmera está entre elas, fique certo de que tem boas razões para comemorar. O bracketing se apresenta sob os mais variados nomes nas digitais, mas seu papel é um só: assegurar que o fotógrafo não perca a foto em função de má exposição. Isso porque, quando acionado, ele faz a câmera disparar várias vezes a cada clique do obturador, aplicando diferentes exposições nesses disparos. Basta, depois, você escolher a melhor foto.
Copyright©  Câmera versus Câmera   Copyright©  Câmera versus Câmera   Copyright©  Câmera versus Câmera
Nessa série foi selecionada a variação 0,7 negativo, zero e 0,7 positivo do EV. A exposição escolhida foi a da direita, com + 0,7
Na maioria das câmeras o bracketing tira três fotos a cada clique e o usuário poderá selecionar quais níveis da exposição compensada (EV) deverão ser empregados: as opções incluem o valor positivo e o negativo de um mesmo nível, além do zero. O recurso é útil especialmente quando você deseja assegurar boas exposições mas não dispõe de tempo para verificar as fotos antes de deixar a cena do clique. Ponha o bracketing para trabalhar e se garanta!
  . Múltiplos disparos... e múltiplas configurações
Em diversas câmeras digitais o recurso de disparos em série se estende para configurações que vão além da exposição compensada. Bom exemplo é a função que num só toque do obturador produz duas fotos, uma com flash e outra sem. É indicada quando se pretende retratar a luz ambiente sem apoiar a câmera sobre tripé: caso a exposição for longa e a imagem sair tremida, você terá a opção com flash, de rápida exposição, provavelmente mais nítida. Assim, na dúvida entre acionar o flash ou arriscar a captura da luz natural sem flash, fique com as duas opções ao aplicar o recurso e, depois, avalie e escolha o melhor resultado.
Copyright©  Câmera versus Câmera   Copyright©  Câmera versus Câmera
Aplicamos acima o recurso que tira uma foto com flash e outra sem. Apesar da uniforme luminosidade, a combinação da luz ambiente (artificial) e a do flash produziu pétalas mais rosadas que o real. Por isso, a foto da direita foi a escolhida, já que ambas estão nítidas.
 
Determinadas câmeras se encarregam de analisar as fotos, escolher e salvar apenas a que ficou melhor. Preferimos as que salvam as diferentes versões, deixando que o fotógrafo decida sobre elas.
Há, ainda, modelos de digitais que produzem fotos com diferentes efeitos ao toque do obturador: na dúvida entre aplicar cores normais, Sépia ou Preto e Branco, basta acionar o recurso para ver a cena sob os três efeitos.
Tratam-se, enfim, de recursos que multiplicam as chances de se obter fotos que satisfaçam. Com espaço de memória disponível, use e abuse deles!
 
Voltar
 
 
 
Todo o conteúdo deste website é de autoria e propriedade do Câmera versus Câmera e está protegido
pela lei dos direitos autorais. Sua reprodução é proibida e sujeita às penalidades da lei. Saiba mais...
Copyright  ©  2006 - 2016    Câmera versus Câmera    Todos os direitos reservados