Site especializado em análise de câmeras digitais
Pesquisa 

Baterias Formato AA x ProprietÁrio
B. C. Deiró               
Esses dois formatos de baterias que alimentam as câmeras fotográficas digitais
costumam preocupar e deixar os usuários indecisos ao escolher sua futura máquina.
 
O popular padrão AA tende a ser o preferido porque dificilmente colocará o fotógrafo em apuros: se ele der mais disparos que o previsto e a carga da bateria se esgotar, mesmo que esta seja recarregável, sua versão alcalina poderá ser encontrada em qualquer esquina.
À direita, baterias Kodak formato AA
recarregáveis e sua versão alcalina.
Cortesia da Kodak - Edição Câmera versus Câmera
Cortesia da Kodak -  Edição Câmera versus Câmera
 
As baterias fabricadas em dimensões especiais, sob medida para caberem em máquinas supercompactas, são as de formato que se denomina "proprietário". Normalmente, elas e seus carregadores acompanham as câmeras que as utilizam, o que confere ponto de vantagem para essas digitais, logo de saída. Mas, como nem sempre são fáceis de se encontrar no mercado, para evitar o risco de encerrar sessões de fotos por falta de energia, o ideal seria adquirir uma unidade extra delas e manter de reserva.
 
Cortesia dos fabricantes, edição Câmera versus Câmera
Baterias em formato proprietário de diferentes fabricantes das câmeras digitais
Quanto ao preço, elas não costumam ser muito baratas, mas se custarem o equivalente ao que você pagaria por um kit das baterias AA recarregáveis (que vem com dois jogos de pilhas mais o carregador), acreditamos que as despesas com os dois formatos vai dar na mesma. Isso porque, por outro lado, a maioria das câmeras que utilizam as AA não incluem no pacote a versão recarregável destas pilhas, o que obriga você a investir no tal kit. No final das contas, se o valor dessas duas compras se equivalerem, pouco importa se o preço de uma pequena bateria formato proprietário saiu igual ao de todo um kit da outra, e sim que ambos os usuários vão ficar com duas baterias (ou dois pares, no caso da AA) e um carregador, gastando valores bem semelhantes nessa despesa que, apesar de extra, é inevitável, em especial no caso da AA, devido à dificuldade de se enfrentar o alto consumo de energia das câmeras digitais utilizando pilhas alcalinas.
Questão de preço e praticidade pensada e repensada, vamos comparar outros aspectos desses formatos. E aí, a visível desvantagem tende para o lado das AA: volumosas, elas exigem câmeras mais robustas, enquanto as de formato proprietário são feitas para se acomodar nos corpinhos das mais enxutas digitais, aquelas que deslizam facilmente para dentro dos bolsos e estão sempre à mão. Se é uma câmera nessas proporções o que se deseja, provavelmente a alimentação terá de ser à base do padrão proprietário, sem espaço para negociação.
Já se o tamanho da digital não faz diferença para você, resta pôr na balança a eventual relação desses formatos com o número de fotos produzidas por carga. Acima de tudo, o que se deseja é que a câmera seja econômica. Por seu tamanho, a tendência lógica seria as baterias de formato AA apresentarem maior rendimento que as de formato proprietário. Mas, conforme se pode constatar nas avaliações das câmeras, tanto encontramos vorazes devoradoras de energia entre as digitais alimentadas por duas baterias AA, quanto máquinas econômicas, alimentadas por pequenas unidades tipo proprietário. E vice-versa. Enfim, na prática, o que determina se a câmera consome mais ou menos energia é uma questão de tecnologia que vai além do formato da bateria.
Veja também: Consumo de Energia das Digitais
Voltar
 
 
 
Todo o conteúdo deste website é de autoria e propriedade do Câmera versus Câmera e está protegido
pela lei dos direitos autorais. Sua reprodução é proibida e sujeita às penalidades da lei. Saiba mais...
Copyright  ©  2006 - 2016    Câmera versus Câmera    Todos os direitos reservados